Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Jadson minimiza postura do Palmeiras e ressalta: 'Ganhamos dentro de campo'

Polêmica arbitragem da decisão do Campeonato Paulista ainda gera discussão no Corinthians

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2018 | 16h05

A tentativa do Palmeiras em demonstrar interferência externa na decisão do Campeonato Paulista ainda rende assunto no Corinthians. Os jogadores tentam evitar o assunto, mas quando questionados, sempre tentam minimizar o esforço do rival para demonstrar o erro. O meia Jadson acredita que o time alviverde quer forçar uma mudança de resultado em um jogo que foi decidido em campo.

+ Carille não garante volta de esquema tático com a chegada de Roger

+ Balbuena confirma renovação e diz que só falta assinar com o Corinthians

+ Mesmo obrigados, clubes da Série A ignoram futebol feminino

"Eles têm o direito de fazer o que quiserem. Nossa equipe ganhou dentro de campo. Nunca faltamos com respeito com eles e fizemos nosso trabalho. Até numa entrevista falaram que era Paulistinha, mas estão até hoje tentando reverter na Justiça. Vamos ver o que vai acontecer. Nossa equipe foi campeã dentro de campo. Espero que isso termine logo para a gente pensar só nos próximos campeonatos", comentou o meia. 

O Palmeiras tenta provar no Tribunal de Justiça Desportiva que houve interferência externa durante a decisão do Campeonato Paulista e que o árbitro anulou a marcação de um pênalti de Ralf sobre Dudu por ter sido avisado por seus auxiliares de que a TV havia mostrado que não houve a infração. 

Na terça-feira, o TJD colheu mais de sete horas de depoimentos da equipe de arbitragem. O Corinthians não pretende se manifestar de forma oficial sobre o assunto. O time alvinegro volta a campo no domingo, para encarar o Paraná, às 11h, em Curitiba, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.