Fluminense FC (@fluminensefc)/Twitter
Fluminense FC (@fluminensefc)/Twitter

Jadson minimiza salários atrasados no Fluminense: 'Temos que focar no desempenho'

Volante acredita que vitória em clássico serve como resposta para a torcida

Estadao Conteudo

11 Setembro 2018 | 15h10

Em momento complicado na temporada, o Fluminense deu uma resposta ao torcedor ao bater o Botafogo no clássico do último domingo, por 1 a 0. A equipe havia vencido apenas uma das oito partidas anteriores pelo Campeonato Brasileiro e já se aproximava perigosamente da zona de rebaixamento. Por isso, o triunfo do fim de semana foi tão importante.

O volante Jadson comentou o resultado nesta terça e considerou que tratou-se de uma resposta à torcida. Ele ainda negou que o desempenho ruim da equipe na sequência tivesse relação com o atraso nos salários dos jogadores. "Os problemas extracampo não nos competem. Temos que focar no nosso desempenho, trazer a torcida para o nosso lado", declarou nesta terça-feira.

O próprio Jadson era um dos nomes que vinham sendo criticados pela torcida pelo rendimento nas últimas partidas. O volante admitiu a queda de desempenho, mas minimizou, ao considerá-la normal diante da troca de treinadores, de Abel Braga por Marcelo Oliveira, durante a última Copa do Mundo.

"Com o Abel, eu estava habituado a fazer uma função diferente. Com a troca de esquema, passei por uma adaptação. Também acho que não estive nos meus melhores dias depois da Copa", avaliou. "Estou voltando à minha melhor forma. Acho que fiz um jogo muito bom contra o Botafogo. É natural ter que passar por um período de adaptação quando há uma troca de treinador. Comigo não foi diferente."

O jogador agora espera que a evolução dele próprio e da equipe vista diante do Botafogo seja estendida, para que o Fluminense possa se aproximar da parte de cima da tabela. "No final de semana, vamos buscar um resultado positivo para dar uma arrancada no campeonato e, aí sim, colar mais no grupo de cima", prometeu, mirando o duelo de domingo com o Atlético-PR, em Curitiba.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.