Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Jadson promete melhorar entrosamento com Ganso para partida contra Bolívar

Técnico Ney Franco quer que Jadson ocupe o setor direito do ataque, atuando como uma espécie de ponta

FERNANDO FARO, Agência Estado

21 de janeiro de 2013 | 19h09

SÃO PAULO - Passada a estreia na temporada contra o Mirassol, o São Paulo agora corre contra o tempo para que os erros apresentados no primeiro jogo da temporada não voltem a acontecer contra o Bolívar na primeira partida da primeira fase da Copa Libertadores. Ney Franco terá apenas o treino desta terça para tentar acertar o posicionamento e evitar que a equipe sofra novos sustos como aconteceu no segundo tempo da partida do último fim de semana.

A principal preocupação é conseguir fazer Jadson ocupar o setor direito do ataque como uma espécie de ponta. O camisa 10 foi adaptado na função e teve altos e baixos contra o Mirassol mesmo com o gol marcado na segunda etapa. Em diversos momentos ele bateu cabeça com Ganso, escalado mais centralizado, e afunilou as jogadas pelo meio.

"O Ney me deu essa oportunidade de jogar na ponta e ajudando o Paulo, tentei fazer o que me foi pedido. Por ser o primeiro jogo gostei do resultado. Claro que temos muito o que melhorar, mas acredito que isso não será problema. Esse esquema, por ser novo, a questão de entrosamento ainda demora, mas temos tudo para nos darmos bem", afirmou.

Os companheiros do camisa 10 também pedem tempo para que a equipe volte a jogar com um ritmo parecido ao fim do ano passado. Mesmo sofrendo para encontrar o melhor nível, os atletas valorizam as opções do elenco e comemoram o fato da equipe ter diversas possibilidades táticas durante as partidas

"Nós precisamos nos adaptar ao que o Ney pedir. No meu caso, já joguei de lateral-direito, esquerdo, volante, faço o papel de meia, o que ele precisar. Temos grandes jogadores nesse setor de meio, não só o Ganso e o Jadson, como também o Cañete, que entrou muito bem no jogo. Isso só nos dá mais força, é importante ter essas opções para a temporada, que será longa e desgastante", ponderou o volante Wellington.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCJadson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.