Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Jailson minimiza dores e comemora atuação decisiva no Palmeiras

Goleiro mais uma vez foi um dos destaques da equipe no jogo deste domingo

Estadão Conteúdo

15 Agosto 2016 | 09h16

O goleiro Jailson passou de um ponto de interrogação a um fator decisivo na vitória do Palmeiras sobre o Atlético Paranaense, neste domingo, por 1 a 0, em Curitiba, pelo Campeonato Brasileiro. E não apenas por ter assumido repentinamente a condição de titular, após a contusão de Fernando Prass e o fraco desempenho de Vagner.

Ainda no primeiro tempo do duelo, Jailson sentiu dores na coxa e quase foi substituído. Manteve-se em campo, porém, evitando até bater tiro de meta. E, no segundo tempo, quando a pressão do Atlético Paranaense aumentou, ele realizou boas defesas, foi decisivo e garantiu a vitória do Palmeiras.

"Pude ajudar nossa equipe nos momentos finais. Infelizmente, no começo do jogo, senti uma dor. Travou o posterior. Comecei a alongar e o pessoal falou assim: 'não pode sair, não'. Aí fiquei até o final, graças a Deus", comemorou o goleiro, importante para deixar o Palmeiras na liderança do Brasileirão, com 39 pontos.

Para o próximo compromisso no torneio, domingo, contra a Ponte Preta, espera-se que o goleiro não seja desfalque. O Palmeiras deve contar ainda com o retorno dos lesionados Mina, Edu Dracena e Leandro Pereira, que estão em fase final de recuperação. Zé Roberto, após cumprir suspensão, também retorna. Já Erik recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.