Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Jailson minimiza polêmica sobre mãe corintiana: 'Vou continuar quietinho'

Goleiro do Palmeiras deixa de lado pressão nos bastidores para ser punido e garante ter parentes palmeirenses

O Estado de S. Paulo

02 Março 2018 | 00h11

Nesta quinta-feira, depois de o Palmeiras ganhar na estreia na Copa Libertadores por 3 a 0 do Junior, em Barranquilla, o goleiro Jailson minimizou a polêmica sobre a mãe, Maria Antônia, que é torcedora do Corinthians e foi retratada em reportagem da TV Globo no último sábado comemorando vitória sobre o Palmeiras. O jogador disse amar sua família e garantiu não se abalar com a repercussão.

+ Tabela da Copa Libertadores 2018

+ Palmeiras contradiz empresário e garante continuidade de Dudu

"A gente sabe que tem de mostrar jogo a jogo, sempre, dia a dia. Comigo não é diferente. Como eu falo, estou em uma seleção, que é o Palmeiras. Vou continuar trabalhando quietinho”, disse em entrevista ao SporTV. Dentro do clube, alguns conselheiros até pediram ao presidente Mauricio Galiotte alguma punição para o goleiro. "Tenho irmã que é palmeirense, pai também. O futebol mudou muito. A gente leva a família para torcer pela gente", disse.

Maria Antônia foi à Arena Corinthians com a camisa do time alvinegro e testemunhou a derrota palmeirense. No clássico, o filho dela foi expulso. Jailson desabafou na Colômbia ao dizer que sempre passou por momentos difícies na carreira. "Minha família sempre esteve do meu lado. Muitas pessoas falaram que eu não ia chegar onde cheguei, por causa da cor, porque era pobre. Essa vitória vou dividir com minha família", comentou.

Antes do jogo, também em entrevista ao SporTV, o presidente do Palmeiras defendeu Jailson. "Uma reportagem que criou muita repercussão. Uma grande parte do torcedor do Palmeiras não gostou, mexeu com o clube e a torcida. E eu entendo perfeitamente esse sentimento do torcedor. Agora, como presidente eu preciso expressar o seguinte: nosso contrato é com o Jailson, ele é nosso atleta profissional, ele que veste a camisa e nos represente", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.