Alex Silva / Estadão Conteúdo
Alex Silva / Estadão Conteúdo

Jair assume culpa por derrota do Botafogo: 'O grande responsável sou eu'

Treinador busca exemplo em 2016 para se animar por classificação da equipe carioca para a Libertadores

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2017 | 08h50

O técnico Jair Ventura assumiu a responsabilidade pela derrota do Botafogo para o Palmeiras, pelo placar de 2 a 0, na noite desta segunda-feira. Com o revés em São Paulo, no Allianz Parque, o time carioca deixou a zona de classificação à Copa Libertadores, faltando apenas uma rodada para o fim do Brasileirão.

+ Candidato da situação, Mufarrej vence eleição para presidente no Botafogo

+ Inter oficializa centroavante Roger como reforço

"Tudo o que eu falar agora vai parecer desculpa e será redundante. Se eu falar das perdas que tivemos [no elenco]. Agora com o Roger fora já são 13 jogos sem o meu artilheiro. Se eu falar da qualidade individual do Palmeiras também será redundante. O treinador é pago para criar alternativas quando você perde jogadores. E eu não consegui isso. Então, o grande responsável sou eu", admitiu.

Com a derrota e os demais resultados da rodada, disputada quase toda no domingo, o Botafogo saiu da zona de classificação à Libertadores. A equipe carioca caiu para o oitavo lugar, uma posição fora do G7, que no momento garante vaga na competição sul-americana. A queda traz frustração à torcida porque o time de Jair Ventura esteve dentro da zona de classificação durante a maior parte do segundo turno.

Ao ser questionado sobre esta queda, ao fim da partida, Jair afirmou que não prometeu a vaga na Libertadores. "Eu falei que não era obrigação. Mas obrigação é diferente de não darmos o máximo, o nosso melhor", comentou. "Vamos vender caríssimo esse último jogo em casa para conseguirmos essa classificação."

O Botafogo terá como última chance de voltar ao G7 a partida contra o Cruzeiro, no domingo, no Engenhão. Jair Ventura não jogou a toalha. "Temos mais um jogo em casa para conseguirmos nossa classificação. Assim como contra o Grêmio, no ano passado, conseguimos a vaga na última rodada. Temos chances ainda."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.