Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Jair elogia postura do Botafogo em virada sobre Sport: 'Sentimento de orgulho'

Técnico indica que deve manter Guilherme e Sassá como titulares

Estadao Conteudo

27 de abril de 2017 | 09h52

O técnico Jair Ventura exaltou o time do Botafogo após a virada sobre o Sport, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Engenhão, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O treinador destacou a reviravolta no placar mesmo quando o time carioca jogava com um a menos em campo. Além disso, o goleiro Gatito Fernandez defendeu um pênalti.

"É um sentimento meu de orgulho de comandar um time de homens, de entrega, intensidade", exaltou Jair Ventura. "Apesar de ser jovem na profissão, não lembro de uma virada um tempo inteiro com um jogador a menos, contra um time de Série A, forte como é o Sport. Não lembro. Sensação hoje de orgulho porque sei que tenho jogadores que vão no limite. Lógico que não está classificado, vamos lá", declarou.

Jair elogiou individualmente o desempenho de Guilherme, autor dos dois gols do Botafogo no Engenhão. "Quando saiu o gol eu abracei o [auxiliar] Roger, brincamos sobre a situação do Guilherme. Eu estava precisando de jogadores de velocidade, liguei para pessoas para perguntar e, quando ele chegou, falaram que era o pior do mundo, reserva do reserva. Quero que ele saia daqui melhor do que chegou. Tinha um gol como profissional, agora tem mais, e assistências", exaltou o treinador.

Ele indicou que deve manter a formação do ataque com Guilherme jogando ao lado de Sassá. "A entrada do Guilherme com Sassá hoje é o que sempre falo na meritocracia. Jogadores que vêm entrando muito bem, então por que não dar uma chance para eles desde o início? Pimpão queria jogar, mas segurei para o segundo tempo", declarou, tentando se esquivar sobre as futuras escalações do Botafogo. "Meritocracia, ninguém é titular."

Botafogo e Sport voltam a se enfrentar, pelo jogo da volta, apenas no dia 31 de maio, uma quarta-feira, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife. Um empate coloca o Botafogo nas quartas de final. Já o Sport avança se vencer por 1 a 0 - ou por dois ou mais gols de diferença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.