Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Jair espera superar duelo de 'jovens técnicos' para encarar 'medalhão' na final

Semifinais da Copa do Brasil colocam de um lado Corinthians e Flamengo, com treinadores beirando os 40 anos, e de outro Cruzeiro e Palmeiras, com seus comandantes que já passaram dos 50

João Prata, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2018 | 05h00

Jair Ventura espera superar o duelo de jovens técnicos para poder encarar na decisão o vencedor do confronto entre treinadores mais experientes. As semifinais da Copa do Brasil colocam de um lado Corinthians e Flamengo, com seus comandantes beirando os 40 anos, e do outro Cruzeiro e Palmeiras, com treinadores que já passaram dos 50.

"Espero que eu possa enfrentar um dos dois medalhões do outro lado. Mas é difícil falar sobre isso. Sobraram quatro gigantes do futebol brasileiro e nesses jogos não há favoritismo. Os jogos serão decididos nos detalhes. Espero que esse detalhe seja a favor do Corinthians", afirmou. 

O atual técnico do Corinthians evitou polemizar sobre o confronto de gerações. Ele viu com bons olhos o retorno de Luiz Felipe Scolari ao futebol brasileiro. "Tem espaço para todo mundo. E já não sou tão jovem assim. Vou completar 40", brincou Jair que tem 39 e faz aniversário em março. 

Seu oponente no duelo desta quarta-feira, às 21h45, é um pouco mais jovem. Barbieri completará 37 anos no domingo e está na corda bamba do Flamengo. O treinador vem sido questionado especialmente pela falta de experiência e, em caso de eliminação, pode ter o mesmo destino de Osmar Loss, o ex-técnico corintiano que voltou para o cargo de auxiliar.

Felipão completará em novembro 70 anos e está uma geração à frente de Mano, que tem 56. Scolari já foi do céu ao inferno na seleção brasileira. Conquistou o penta em 2002, mas também esteve à frente no histórico 7 a 1, em 2014. O técnico do Cruzeiro teve uma rápida passagem pelo time brasileiro, entre 2010 e 2012. 

"O futebol é uma paixão que continua, é passada de geração para geração. Fico feliz com a volta do Felipão. Seria ruim encerrar a carreira no futebol brasileiro por um jogo. Jogo é jogo. Pode estar em um dia infeliz. Fico feliz pelo trabalho que está fazendo no Palmeiras", prosseguiu Jair.

O Corinthians recebe o Flamengo na Arena. As equipes ficaram no empate sem gols no jogo de ida, no Maracanã. Do outro lado da chave, o Cruzeiro venceu o primeiro jogo por 1 a 0 fora de casa e também nesta quarta-feira, às 21h45, encara o Palmeiras, no Mineirão, a uma igualdade de chegar à final. 

De qualquer maneira, a decisão da Copa do Brasil terá de um lado um técnico consagrado, com passagem pela seleção brasileira, e de outro um representante da nova geração, que ainda causa certa desconfiança e busca com o tempo a consolidação como grande comandante.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.