Jair Picerni deixa o Guarani

Jair Picerni não é mais o técnico do Guarani. Ele deixou o cargo após uma reunião na manhã desta terça-feira com o presidente José Luiz Lourencetti. A relação do técnico com a direção estava desgastada há muito tempo e a queda era iminente. Um novo técnico deve ser contratado até o final de semana e a relação inclui Zetti, José Carlos Serrão e Paulo Comelli.Picerni assumiu o Guarani nas últimas nove rodadas do Campeonato Brasileiro do ano passado, caindo com o time para a Série B. Ele venceu quatro vezes, empatou três e perdeu duas vezes. Em 2005 a idéia era buscar reforços, mas todos os nomes indicados pelo técnico não chegaram ao Brinco de Ouro.Com um elenco de baixa qualidade técnica, o Guarani sofreu para se livrar do rebaixamento no Campeonato Paulista e o técnico não escondia sua insatisfação. Na última semana o clube contratou três jogadores: os atacantes Fábio Costa e Mendes, do Mogi Mirim, além do meia Alexandre Salles, da Internacional de Limeira. Nenhum foi indicado pelo técnico, o que comprova o processo de fritura no qual estava submetido. Junto com Picerni saiu o auxiliar técnico Fred Smânia.O Guarani encerra sua participação no Paulistão, domingo, contra o Palmeiras, no Parque Antártica. Mas praticamente para cumpri tabela, porque somente uma infindável combinações de resultados o derrubaria para a Série A-2.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.