Jair Picerni é ?Plano B? de Mustafá

A cobiça de Leão não surpreendeu os conselheiros do Palmeiras. Vários deles sabiam que a pedida do treinador para renovar com o Santos seria alta. Como a diretoria da Vila Belmiro pediu prazo até sexta-feira para responder ao treinador, Leão está mais do que livre para ouvir a proposta palmeirense.Conselheiros que são contra a volta do técnico ao Parque Antártica dizem que ele está é se aproveitando e estimulando um leilão entre os dois clubes. Só que, por garantia, o presidente Mustafá Contursi trabalha com um ?plano B?: contratar o treinador do Guarani, Jair Picerni.O presidente do Palmeiras parece ter percebido a perda de tempo desde que o clube foi rebaixado para a Segunda Divisão. Tanto que na noite de terça-feira se reuniu com os conselheiros mais próximos e disse que até o final desta semana quer acertar a contratação do treinador. Ouviu várias opiniões favoráveis e desfavoráveis a Leão.Mustafá está tão desesperado para acabar com as fortes pressões que está recebendo que decidiu esquecer a resistência que tinha em trabalhar com ex-jogadores do clube - principalmente o polêmico Leão. Para não mostrar fraqueza, mandará um emissário conversar com o treinador campeão brasileiro. O homem é o diretor de Futebol Sebastião Lapola. Mustafá só baterá o martelo.Enquanto isso, emissários vão conversando também com Jair Picerni. Mustafá não quer depender do imprevisível Leão. O perfil do treinador do Guarani agrada à cúpula palmeirense. Humilde e trabalhador, não teria grande crise de personalidade ao assumir uma equipe da Segunda Divisão. Só que ele é a segunda opção. O Palmeiras quer mesmo é Leão.Enquanto isso, o clube vai tratando de se reforçar. Depois de haver contratado o zagueiro Índio do Juventude, a hora é de um lateral-esquerdo. O jogador com quem Lapola conversava nesta quarta-feira à noite era Cássio, do Flamengo. Ele atuou por empréstimo no Internacional. Como o Palmeiras cedeu Lopes ao clube da Gávea, a liberação não estava difícil. O entrave: os salários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.