Javier Brusco / AP
Javier Brusco / AP

Jair Ventura defende que Santos mostrou evolução em segundo amistoso no México

Para o técnico, importante foi preparar o time para enfrentar o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

11 Julho 2018 | 08h22

O técnico Jair Ventura elogiou o desempenho do Santos no empate por 0 a 0 com o Querétaro, na noite desta terça-feira, em Querétaro, no México. O treinador acredita que a equipe mostrou progresso no segundo amistoso disputado nesta intertemporada, três dias após derrota por 1 a 0 para o Monterrey, em Guadalupe, também no México.

+ Na mira do Santos, Bryan Ruiz faz exames e Derlis González é anunciado pelo pai

+ Torino desiste de Lucas Veríssimo e acerta com zagueiro do Atlético-MG

"A evolução de uma partida para outra foi nítida. Voltamos sem ter vencido, o que passa a ser secundário, já que não estava valendo três pontos", afirmou Jair Ventura logo após o jogo, em coletiva concedida no vestiário do Estádio Corregidora, em Querétaro.

De acordo com o técnico, o importante é ter um bom resultado contra o Palmeiras, no primeiro jogo do Santos após o fim da paralisação do Campeonato Brasileiro por causa da Copa do Mundo. Pela 13ª rodada da competição, o clássico será disputado com mando santista no Pacaembu, em São Paulo, no dia 19.

"Queríamos vencer e fazer gols, mas o maior objetivo foi preparar o time para enfrentar o Palmeiras. Vejo a falta de gols, mas com controle de jogo. Tivemos cinco ou seis chances de gol e o Querétaro teve duas, então também poderíamos ter perdido. Se todos tivessem feito, seria 5 a 2", comentou o treinador, que não terá no clássico os volantes Alison e Diego Pituca, suspensos.

Com 13 pontos ganhos na tabela do Brasileirão após 11 jogos disputados, o Santos tem uma partida a menos do que a maioria das equipes. Adiado, o duelo contra o Vasco pela 3ª rodada deverá acontecer no Pacaembu, mas ainda não tem data definida.

 

Mais conteúdo sobre:
futebol Jair Ventura Santos Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.