Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Jair Ventura diz que desfalques e agenda cheia não justificam queda no Carioca

Botafogo enfrentou o Barcelona de Guayaquil fora de casa, na quinta-feira, pela Libertadores

Estadao Conteudo

24 de abril de 2017 | 10h46

Após a derrota por 2 a 1 sofrida neste domingo, no Maracanã, o técnico do Botafogo, Jair Ventura, disse que a maratona de jogos na Copa Libertadores e os desfalques que tinha para o clássico contra o Flamengo não são justificativas para a eliminação do time nas semifinais do Campeonato Carioca.

"Sou do tipo de treinador que não trabalha com desculpas", afirmou, em entrevista coletiva depois do jogo. "Tentamos colocar de lado a situação das viagens, corremos riscos, mas não abdicamos do Carioca. Demos o máximo, mas nem sempre o máximo é suficiente para vencer a partida", completou o comandante, que na semana passada fez uma desgastante viagem junto com a equipe para o Equador, onde os botafoguenses empataram por 1 a 1 com o Barcelona de Guayaquil, na quinta-feira, pela Libertadores.

Jair afirmou que o Flamengo mereceu ganhar porque jogou melhor e destacou o atuação de Guerrero, autor dos dois gols do rubro-negro. "Ele é um cara diferente. Tentamos marcar, mas é difícil. O Guerrero fez um grande jogo e, na minha visão, foi determinante para a vitória do Flamengo", ressaltou.

Para o treinador, a derrota também não aconteceu por conta da ausência de jogadores como Bruno Silva e Emerson Santos. "É claro que faz falta, mas não acho legal justificar assim porque tira o mérito da equipe adversária. Ganhou quem foi melhor. Quem não sabe perder, não tem direito de ganhar", destacou.

Fora da final no Estadual, o Botafogo deve se focar agora na disputa da Libertadores e da Copa do Brasil, de acordo com o técnico. Nesta quarta-feira, o time enfrenta o Sport pela Copa do Brasil, às 21h45, pelo duelo de ida das oitavas de final. E no dia 2 de maio, uma terça-feira, entra em campo contra o Barcelona de Guayaquil, desta vez atuando no Rio, também às 21h45, pela Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.