Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Jair Ventura exalta 'primeira goleada no ano' e atuações de botafoguenses

Alvinegro está na vice-liderança do Grupo B da Taça Rio

Estadao Conteudo

31 de março de 2017 | 10h54

Demorou um pouco, mas enfim o Botafogo conseguiu golear um adversário por goleada nesta temporada ao vencer a Portuguesa por 4 a 1, na noite desta quinta-feira, no estádio Los Larios, pela penúltima rodada da primeira fase da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Após o duelo, o técnico Jair Ventura exaltou a importância do resultado e a força do elenco alvinegro, que desta vez viu jogadores que não são de posições de frente serem decisivos no setor ofensivo.

"Primeira goleada no ano, tem que comemorar. Placar elástico, isso é muito bom para o restante do ano", afirmou o treinador, em entrevista coletiva, ao comentar o triunfo que levou o time botafoguense à vice-liderança do Grupo B da Taça Rio, com dez pontos, na zona de classificação para as semifinais desta fase do Estadual.

Já ao falar sobre as atuações dos principais destaques do Botafogo neste último duelo, o comandante lembrou que muitas vezes os jogadores que aparecem como elemento surpresa no ataque podem decidir partidas. Contra a Portuguesa, a equipe contou com dois gols do volante Bruno Silva, fato que motivou um repórter a lembrar o técnico de que Paulinho, jogador da mesma posição, teve um desempenho de gala pela seleção brasileira na goleada por 4 a 1 sobre o Uruguai, na semana passada, em Montevidéu, onde o jogador marcou três gols no confronto válido pelas Eliminatórias da Copa.

"Muito se fala do fim, da carência do camisa 10, aquele meia clássico, organizador. Mas é muito por conta dos volantes que têm hoje uma função ofensiva, que pisam na área. Você (jornalista) falou do Paulinho, o Bruno fez muitos gols ano passado, inclusive o gol da nossa classificação para a Libertadores. Por isso nem sempre quando se joga com três volantes a equipe é defensiva", ressaltou o técnico.

Outro jogador que teve grande atuação diante da Portuguesa foi o lateral Gilson, que soube aproveitar bem a chance no time no lugar do suspenso Victor Luis ao dar duas assistências e ainda marcar um gol, o seu primeiro com a camisa botafoguense.

"É muito bom você ver o Gilson, que era o reserva imediato do Victor (Luis), dar duas assistências e fazer um lindo gol. É aquela dor de cabeça boa de você ter para cada posição jogadores do mesmo nível, é o sonho de todo treinador", destacou Jair Ventura.

Após bater a Lusa carioca, o Botafogo agora se prepara para encarar o Resende, domingo, às 16 horas, no Engenhão, pela rodada final da Taça Rio. Com a mesma pontuação do Nova Iguaçu, terceiro colocado, e três à frente do Boavista no Grupo B, o time precisa vencer para se classificar às semifinais sem depender de outros resultados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.