Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Jair Ventura lembra da semifinal contra o Flamengo para acreditar na virada do Corinthians

Técnico corintiano tenta manter o discurso otimista para o jogo da volta

João Prata/Enviado Especial/Belo Horizonte, O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2018 | 00h47

O técnico Jair Ventura tentou olhar o lado positivo na derrota do Corinthians por 1 a 0 nesta quarta-feira, no Mineirão, no jogo de ida da final da Copa do Brasil. O treinador destacou que a equipe teve mais posse de bola do que o adversário e que está vivo na competição. 

"Jogo muito difícil. Sabemos da dificuldade de jogar contra o cruzeiro. Saímos com desvantagem mínima. Não é o que queríamos, lógico. Mas a gente sabe da nossa força em casa. A gente sai super vivo. Em casa contra o Flamengo (na semifinal) a gente conseguiu a vitória e vamos em busca disso novamente", afirmou.

Na opinião do treinador, o Corinthians não tratou apenas de se defender e também propôs o jogo. "Tivemos mais posse de bola e o gol deles desviou em um jogador do nosso time e entrou. A gente tem totais condições de conseguir a vitória em casa", prosseguiu.

Ao ser questionado sobre o motivo de a equipe não ter chutado uma bola a gol, Jair Ventura deu méritos à qualidade do time adversário. "O adversário que fez investimento milionário e que é difícil atacar. Do outro lado tem um rival muito bom. Por isso que tivemos dificuldade. Mas mesmo com essa discrepância financeira a gente eliminou o Flamengo e podemos eliminar o Cruzeiro", comentou.

O problema é que o quarteto ofensivo manteve o jejum de gols. Clayson e Mateus Vital ainda não marcaram no segundo semestre. Romero agora está há 17 jogos sem balançar as redes. E Jadson não faz há seis partida. Para Jair, não tem muito o que ser feito em relação a isso.

"É só trabalho. Trabalho bastante. A gente tem que trabalhar. Quando cheguei assumimos a responsabilidade de buscar a reação. Tem muitas coisas para melhorar e estamos trabalhando. Mesmo com as dificuldades. Mesmo com todas as dificuldades. A gente está super vivo. Quem já jogou contra o Corinthians na nossa casa sabe do valor da nossa torcida", finalizou.

O Corinthians agora volta a campo no sábado, no clássico contra o Santos, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. O time precisa da vitória, pois está a apenas cinco pontos da zona de rebaixamento. O duelo de volta contra o Cruzeiro será na próxima quarta-feira, em Itaquera.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.