Vítor Silva/SSPress/Botafogo
Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Jair Ventura minimiza pressão no Botafogo por Libertadores: 'Sem obrigação'

Com 52 pontos, o time alvinegro carioca luta para permanecer no G7 do Brasileirão

Estadão Conteúdo

24 Novembro 2017 | 16h34

O técnico do Botafogo, Jair Ventura, minimizou a pressão sobre os jogadores devido à disputa de uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Com 52 pontos, o time alvinegro carioca luta para permanecer no G7 do Brasileirão e garantir ao menos uma vaga na fase preliminar do torneio continental.

+ Classificação da Série A do Brasileiro

"A gente fala em obrigação. Você já escalou o Monte Everest? Não podemos ter obrigação de fazer uma coisa que nunca aconteceu. O Botafogo nunca foi em dois anos seguidos para a Libertadores. Nunca fui à lua. Vamos procurar essa classificação, mas sem pressão", ponderou o comandante botafoguense em entrevista coletiva, nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro.

Descontraído, Jair Ventura também comemorou a semana livre para treinamentos com o elenco do time alvinegro antes de enfrentar o Palmeiras, na próxima segunda-feira, às 20 horas, no Allianz Parque, pela 37.ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.


"Importantíssimo para a gente conseguir trabalhar, principalmente na recuperação dos atletas. Hoje, fizemos um treino muito bom, tático, já visando o nosso adversário, as características da equipe do Palmeiras, como eles jogam. Foi bom para a gente ir bem confiante e dar um pouco mais de entrosamento para surpreender a forte equipe do Palmeiras", projetou.


Jair Ventura também reforçou que acredita na competitividade do Botafogo e garantiu que a equipe lutará para atingir o objetivo de chegar à Libertadores pela segunda vez consecutiva - feito inédito na história do clube alvinegro - sem depender de tropeços dos adversários.


"A gente precisa dos seis pontos. Se todo mundo alcançar os seis pontos, a gente passa (para a Libertadores). Mas, se não conseguirmos, não vai mais depender da gente. Acho que não é o momento de pensar em G8 ou G9. O ideal é fazermos a nossa parte", finalizou o treinador botafoguense.


Depois de enfrentar o time alviverde, em São Paulo, o Botafogo encerrará sua participação no Nacional deste ano diante do Cruzeiro, no dia 3 de dezembro, às 17 horas, no Engenhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.