Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Jair Ventura pede equilíbrio ao Corinthians e esconde escalação

Treinador alvinegro disse que o time tem que manter a tranquilidade na semifinal contra o Flamengo

João Prata, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2018 | 16h12

Enquanto os milhares de torcedores se acomodavam na Arena Corinthians, o técnico Jair Ventura foi à sala de imprensa e concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira antes do início do treino aberto. O comandante alvinegro falou sobre a importância do apoio da Fiel na véspera do duelo decisivo com o Flamengo e escondeu a escalação do time.

"É bom quando acontece (o treino aberto). Essa pressão não tem como ser diferente. É uma pressão benéfica, porque todos aqui estão do nosso lado. Já começamos a entrar no jogo. Só tem que ficar preocupado para não passar do ponto", disse o treinador. 

Jair Ventura repetiu inúmeras vezes a palavra equilíbrio durante a entrevista. Ele disse que a partida decisiva da semifinal da Copa do Brasil, por si só, deixa o jogador mais ligado. "Não podemos pilhar muito. Tenho uma estratégia diferente para jogos assim. Espero fazer um bom jogo e muito equilibrado", prosseguiu.

A tendência é que o treinador mande a campo time semelhante ao que empatou por 1 a 1 com o Internacional no domingo pelo Campeonato Brasileiro, com um quarteto ofensivo formado por Clayson, Jadson, Mateus Vital e Romero. No entanto, como o técnico Mauricio Barbieri não revelou a escalação do Flamengo em atividade comandada na manhã desta terça-feira, Jair também disse que não revelará seus 11 titulares.

"Vi que ele (Barbieri) não confirmou o Diego (no meio-campo). Então também não vou revelar", comentou. "O Vital fez um jogo muito bom (no domingo). Começou o jogo, fez uma boa partida. Mas se falar o que pensei dele do jogo, vou revelar a escalação. Todos têm chances de começar em campo. O Pedrinho tem um terço final maravilhoso e pode ser também uma opção", despistou. 

A certeza, no entanto, é que Jair não começará o jogo da maneira que iniciou no Maracanã, no duelo de ida do Flamengo que terminou empatado sem gols. Na ocasião, o treinador optou por um time mais defensivo, com três volantes. Agora, o Corinthians precisará sair para o jogo e buscar a vitória simples, que garantirá vaga na decisão da Copa do Brasil.

TORCEDOR RAIZ - Jair, por fim, falou sobre a diferença entre os torcedor que frequenta o estádio nos dias de jogos e os que compareceram no treino desta terça-feira. O valor do ingresso para o treino aberto era um quilo de alimento.

"Vim conversando com Duilio (Monteiro Alves, diretor de futebol) e com o Alessandro (gerente de futebol) sobre isso. A gente sabe da realidade do País e sabe o quanto é caro o preço do ingresso hoje. Ver aquele torcedor raiz como dizem hoje é muito legal. Muitos estão vindo pela primeira vez ao estádio. Então é supergratificante para nós dar essa oportunidade para todos", finalizou.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansfutebolJair Ventura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.