Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Jair Ventura vive dilema no Corinthians: jogar com ou sem centroavante

Roger, que teve duas chances como titular com o treinador, disputa posição com Danilo para o jogo contra o Botafogo, domingo

João Prata, O Estado de S.Paulo

31 Outubro 2018 | 11h00

O técnico Jair Ventura tem como principal dúvida para o duelo do Corinthians com o Botafogo no domingo o comando do ataque. A sete rodadas do término do Campeonato Brasileiro, o treinador da equipe ainda não encontrou um camisa 9 titular.

Para a próxima rodada, Roger e Danilo são os favoritos para começar em campo. O primeiro é um cenroavante de origem e marcou no empate por 2 a 2 contra o Vitória há duas rodadas. O outro seria mais um pivô e ganhou moral com Jair por ter feito os dois gols do triunfo sobre o Bahia no último sábado, jogo que Roger estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo. 

Roger agora está de volta e pode ter mais uma oportunidade com Jair para começar jogando. Danilo ainda não foi titular com o treinador que completou 12 jogos à frente da equipe na rodada passada. Roger começou entre os 11 por duas vezes nos primeiros jogos de Jair à frente da equipe. Passou em branco na derrota para o Palmeiras por 1 a 0 e na vitória sobre o Sport por 2 a 1, ambos pelo Brasileirão.

Entre um jogo e outro teve o empate sem gols com o Flamengo no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, quando Jair optou por atuar com três volantes e sem centroavante. Roger foi de vez para o banco de reservas no confronto com o Internacional (1 a 1). Foi o primeiro jogo que atuou junto o quarteto: Clayson, Jadson, Vital e Romero.

Essa formação seguiu titular na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo na volta da semifinal da Copa do Brasil. Depois, no 0 a 0 contra o América-MG, a equipe seguiu sem um 9 de ofício, mas com Pedrinho na vaga de Jadson, poupado. Na pior derrota da história da Arena, 3 a 0 contra o Flamengo, e no tropeço da primeira final da Copa do Brasil para o Cruzeiro (1 a 0), foram os últimos jogos do quarteto com Jadson.

Veio então a derrota para o Santos por 1 a 0, quando o time misto contou com Jonathas de centroavante. Jair insistiu nele por mais um jogo e o Corinthians foi vice da Copa do Brasil, perdendo de novo para o Cruzeiro, desta vez por 2 a 1, em casa. Roger voltou a ter oportunidade e marcou pela primeira vez com o treinador no empate por 2 a 2 com o Vitória. 

No entanto, recebeu o terceiro cartão amarelo e desfalcou a equipe na vitória sobre o Bahia por 2 a 1. Nesse último jogo, o time mais uma vez atuou sem centroavante, com um quarteto formado por Romero, Pedrinho, Sergio Díaz e Emerson Sheik.

 O Corinthians é o 11º colocado na tabela do Brasileirão com 39 pontos. A tendência é que Jair escale o Corinthians contra o Botafogo com: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Douglas e Jadson; Pedrinho, Roger (Danilo) e Romero.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.