Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Jandrei é oficializado pelo Genoa e rende R$ 10 milhões para Chapecoense e Tubarão

Goleiro é uma das vendas mais caras da história do futebol catarinense

Redação, Estadão Conteúdo

09 Janeiro 2019 | 16h57

O Genoa, da Itália, oficializou nesta quarta-feira a contratação do goleiro Jandrei. A negociação que girou em torno de R$ 10 milhões entrou para a história como uma das transferências mais caras do futebol catarinense. O valor será dividido entre Chapecoense e Tubarão.

Emprestado depois de se destacar no Campeonato Catarinense de 2017, Jandrei teve 60% dos seus direitos econômicos comprados pela Chapecoense após o Campeonato Brasileiro do mesmo ano. Assim, o time de Chapecó fica com R$ 6 milhões e o Tubarão com o restante.

Entre as negociações mais caras de jogadores que estavam atuando no futebol catarinense estão a do zagueiro Felipe Santana - trocou o Figueirense pelo Borussia Dortmund, da Alemanha, em 2008 por 2 milhões de euros - e do atacante Roberto Firmino - deixou o Figueirense e foi para o Hoffenheim, da Alemanha, em 2011 por 4 milhões de euros.

Para o lugar de Jandrei, a diretoria da Chapecoense acertou a contratação do goleiro João Ricardo, que se destacou nos últimos anos defendendo o América-MG. O experiente Wilson foi procurado, mas não houve acordo com o Coritiba.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolChapecoenseJandreiGenoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.