Andy Brownbill/AP
Andy Brownbill/AP

Japão e Iraque vencem e se garantem nas quartas da Copa da Ásia

Equipes são as duas últimas classificadas para a segunda fase e voltam a campo já na sexta-feira para decidir vaga na semifinal

Estadão Conteúdo

20 de janeiro de 2015 | 10h13

A Copa da Ásia definiu os seus dois últimos classificados para as quartas de final. Nesta terça-feira, as seleções do Japão e do Iraque venceram por 2 a 0 as suas partidas pela rodada final do Grupo D e avançaram na competição, que está sendo realizada na Austrália, em primeiro e segundo lugar da chave, respectivamente.

O Japão chegou aos nove pontos e manteve 100% de aproveitamento ao eliminar a Jordânia, terceira colocada no Grupo D com três pontos, com o triunfo por 2 a 0 em Melbourne. Para isso, a equipe nipônica contou com a participação decisiva dos seus principais jogadores. Keisuke Honda, do Milan, abriu o placar da partida aos 24 minutos do primeiro tempo, e Shinji Kagawa definiu o triunfar ao marcar o seu gol aos 37 minutos da etapa final. 

Já o Iraque assegurou a segunda posição do Grupo D, com seis pontos, ao aplicar um 2 a 0 sobre a Palestina, que não pontuou na Copa da Ásia e ficou na lanterna da chave. Os gols da partida, disputada em Camberra, saíram apenas no segundo tempo. Younis Mahmoud, aos três minutos, e Ahmed Yasin Ghani, aos 43, definiram o triunfo iraquiano. 

Com esses resultados, o Japão vai enfrentar os Emirados Árabes Unidos (segundo colocado do Grupo C) na próxima sexta-feira, em Sydney, mesmo dia do duelo entre Iraque e Irã (líder do Grupo C). 

Os outros dois duelos das quartas de final da Copa da Ásia já estavam definidos e estão marcados para esta quinta-feira. A Coreia do Sul (1º do Grupo A) duelará com o Usbequistão (2º do Grupo B), em Melbourne, enquanto a China (1º do Grupo B) medirá forças com a anfitriã Austrália (2º do Grupo A), em Brisbane.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.