Japão não disputará Copa América e Costa Rica será convidada

O Japão não conseguiu que os clubes europeus liberem seus jogadores para a seleção e por isso decidiu retirar-se da Copa América, a ser disputada em julho na Argentina, e o substituto do país poderá ser a Costa Rica, informou na segunda-feira a Associação de Futebol Argentino (AFA) em seu site oficial.

REUTERS

17 de maio de 2011 | 11h18

A decisão foi comunicada pela Federação Japonesa de Futebol (JFA, na sigla em inglês) ao presidente do Comitê Organizador da Copa América Argentina de 2011, José Luis Meiszner.

"Lamento muito comunicá-lo que a seleção japonesa não poderá participar da Copa América. Ainda que os clubes europeus compreendam nossa situação, lamentavelmente a maioria deles nos respondeu que não pode liberar seus jogadores para o torneio", afirmou o presidente da JFA, Junji Ogura, em comunicado.

Na carta, publicada em espanhol no site da associação argentina (www.afa.org.ar), a JFA explicou que também enfrenta o problema de reunir os jogadores da liga do país, já que o calendário local teve de ser modificado após a suspensão de seis semanas por conta do terremoto e tsunami que devastaram o país em março.

A AFA informou na terça-feira que a Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) enviará um convite à federação de futebol da Costa Rica para participar do torneio internacional, que será realizado entre 1o e 24 de julho.

Se aceitar jogar a Copa América, a seleção costarriquenha integrará o Grupo A junto com Argentina, Bolívia e Colômbia.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTJAPAOCOPAMERICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.