Japão: Sandro ficará dez meses preso

O jogador brasileiro Sandro Cardoso dos Santos, de 24 anos, acusado de uma tentativa de estupro no Japão, ficará dez meses preso. Segundo a agência Kyodo, Sandro teria feito um acordo com a vítima e a justiça local, reduzindo assim a pena de três anos, definida anteriormente.O incidente aconteceu em novembro do ano passado. A vítima acusa Sandro de tentar estuprá-la quando foi fazer uma visita ao jogador. Por causa disso, Sandro, que defendia o Suwon Bluewings, da Coréia do Sul, não foi inscrito pelo JEF United, clube com o qual tem contrato, para disputar a J-League desta temporada. Segundo fontes ligadas ao clube, o contrato dele com o time está suspenso.

Agencia Estado,

07 de fevereiro de 2005 | 14h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.