Rubens Chiri/ São Paulo FC
Rubens Chiri/ São Paulo FC

Jardine admite que deve poupar jogadores no clássico contra o Santos

Técnico avisou que avaliará condição física de seus atletas antes de definir titulares

Redação, O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2019 | 04h30

O técnico do São Paulo, André Jardine, não garantiu que entrará com força máxima no clássico contra o Santos, domingo, no Pacaembu, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Após a vitória sobre o Novorizontino, ele disse que analisará a condição física de cada atleta antes de definir a escalação.

"Vamos procurar encontrar uma equipe forte, independente dos 11. Faço a gestão física, como foi com Arboleda (que ficou na reserva), que estará 100% no domingo. O Jucilei entrou no segundo tempo, mas atuou menos minutos. São jogadores que saem de uma partida e ficam com condição física superior para o jogo seguinte. Vamos ver o estado de cada para montar a estratégia", disse.

O volante Hernanes que nem foi relacionado contra o Novorizontino por causa da parte física é um dos que pode aparecer na equipe. A repetição do ataque com Everton, Diego Souza e Pablo é uma incógnita. 

Apesar de cada um ter marcado um gol na quinta-feira, o treinador estuda poupá-los para evitar lesão, especialmente Diego Souza por conta da idade e do histórico de lesões. Em relação à vitória, Jardine evitou elogios ao ataque e destacou a força defensiva de sua equipe.

"Saio satisfeito pelo trabalho defensivo da equipe sem a bola, todo mundo se dedicando muito. Realmente não estou muito preocupado com os números (de gols marcados). Estou tentando avaliar desempenho, o trabalho defensivo, o trabalho individual de cada um, a dedicação", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.