Rubens Chiri/ São Paulo FC
Rubens Chiri/ São Paulo FC

Jardine deixa o São Paulo, mas promete retornar ao clube no futuro

Técnico trabalhou na equipe tricolor entre 2015 e 2019 e vai assumir o comando da seleção brasileira sub-20

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2019 | 10h00

O técnico André Jardine divulgou uma carta de agradecimento ao São Paulo e confirmou que deixa o clube para ser o novo técnico da seleção brasileira sub-20. O treinador, que trabalhou na base e no time profissional tricolor agradeceu a oportunidade de ser promovido para o elenco principal e garantiu não ser "um adeus, mas sim, um até logo".

O treinador chegou ao São Paulo para trabalhar na base e no começo do ano foi promovido para dirigir o time principal. Sua experiência, porém, durou apenas 19 jogos, sendo sete vitórias, dois empates e nove derrotas. Ele deixou o cargo logo depois da equipe ser eliminada pelo Talleres na pré-Libertadores. 

No começo do mês, Jardine foi anunciado como técnico da seleção brasileira sub-20, no lugar de Carlos Amadeu, demitido após a campanha vexatória da seleção no sul-americano. 

Veja a carta de Jardine em agradecimento ao São Paulo. 

"Oficialmente desvinculado do clube, tenho só a agradecer ao São Paulo, direção, funcionários e torcida, pelos quatro anos incríveis que vivi no clube. Foram muitas alegrias, muitos atletas chegando ao alto nível e jogando, alguns títulos conquistados e, o principal, com muitas amizades feitas e boas lembranças na memória.

Fica o meu sincero muito obrigado para a torcida são-paulina pelo apoio que sempre recebi e a todos atletas que trabalhei.

Agradeço ao clube por ter aberto as suas portas, tanto na categoria de base quanto no profissional, e, principalmente, por ter dado todo o suporte necessário ao longo destes quatro anos. Tive apoio nos momentos de alegria e títulos, mas também nas situações mais complicadas.

Na certeza que essa despedida não é um adeus, mas, sim, um até logo. Obrigado, São Paulo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.