Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Jardine elogia reservas da seleção brasileira e admite fazer mudanças no time

'Foi um jogo importantíssimo para avaliar os atletas', destacou o treinador

Redação, Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2020 | 10h28

A vitória por 2 a 1 sobre o Paraguai, na noite de sexta-feira, não teve qualquer utilidade prática para a seleção brasileira no Pré-Olímpico da Colômbia, uma vez que a equipe já estava classificada para a fase final da competição. Para o técnico André Jardine, porém, a partida foi importante para avaliar jogadores que não atuaram nas primeiras rodadas. E ele gostou do que viu.

O time reserva do Brasil saiu atrás no marcador, mas mostrou tranquilidade e bom futebol para virar o jogo e, com isso, eliminar o Paraguai da competição - o resultado classificou o Uruguai para a fase decisiva na segunda colocação do Grupo B. Segundo o treinador, o desempenho dos suplentes contra os paraguaios pode levá-lo até a fazer mudanças na equipe para a etapa final da competição.

"Foi um jogo importantíssimo para avaliar os atletas. Jogo valendo, contra um adversário tradicional, jogando a sua vida. Esse caráter decisivo para eles transformou o jogo nessa oportunidade de avaliar a todos", comentou Jardine. "Vamos premiar os atletas que vivem melhor momento e apresentaram melhor desempenho. Esse é o papel do treinador, ser o mais justo."

Na segunda-feira, o time comandado por Jardine vai estrear na fase final contra a Colômbia, anfitriã do torneio e segunda colocada do Grupo A - a Argentina foi a primeira. O treinador da seleção elogiou bastante a equipe colombiana, especialmente o meia Carrascal, do River Plate.

"A Colômbia é uma equipe muito forte fisicamente e taticamente é muito bem arrumada. Além disso, tem um jogador do meio para frente que é espetacular, o camisa oito, Carrascal."

Na segunda rodada do quadrangular decisivo, o Brasil enfrentará o Uruguai na quinta-feira. No domingo, dia do encerramento da competição, a adversária do time brasileiro será a Argentina, equipe que, assim como a seleção brasileira, também venceu as quatro partidas que disputou na primeira fase.

"A Argentina foi impecável na competição até agora, com o sistema defensivo mais sólido da competição. Não à toa tem a melhor defesa", disse o treinador. Os argentinos sofreram apenas dois gols na primeira fase do Pré-Olímpico, três a menos do que os brasileiros.

O quadrangular decisivo será disputado na cidade colombiana de Bucaramanga e os dos primeiros colocados vão conquistar a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.