Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Após eliminação, Jardine exalta 'próxima geração' de jogadores do São Paulo

Equipe Sub-20 chegou às semifinais do Campeonato Brasileiro da categoria e foi eliminada pelo Coritiba

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2017 | 11h00

Nomes como Igor, Paulinho Boia, Marquinhos Cipriano, Toró e Walce devem se tornar cada vez mais conhecidos dos torcedores do São Paulo. A projeção é do técnico da equipe sub-20, André Jardine, que exaltou a "próxima geração" de atletas do clube tricolor, depois da eliminação no Campeonato Brasileiro da categoria. Na terça, o São Paulo perdeu por 2 a 0 para o Coritiba na semifinal, e se despediu da competição.

+ Sidão revela contato com Ceni e comemora 'poder dar orgulho' ao ídolo

Para Jardine, a projeção é que de cinco a seis atletas que estiveram em campo neste Nacional possam integrar a equipe principal do São Paulo entre 2018 e 2019. Alguns jogadores já tiveram oportunidade de treinar na equipe de Dorival Junior. Paulinho Boia chegou a ser relacionado para um jogo do Brasileirão.

"O time principal e o time sub-20 estão muito integrados. Essa é uma realidade no São Paulo, de uso de jogadores da base", avalia Jardine. "Agora, precisamos de um tempo para que esses atletas cresçam e amadureçam nas bases. Júnior Tavares, Luiz Araújo, David Neres, Lucas Ferndandes... Todos fizeram esse caminho".

O treinador exaltou a importância da formação de atletas no São Paulo. "Nossa equipe tem uma filosofia que é de propor o jogo, independentemente da força física dos adversários. Não temos medo de nos expormos e continuamos formando jogadores com talento para o jogo ofensivo. Essa é a escola do São Paulo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.