Jayme critica atuação do Flamengo em derrota no Paraná: 'Falta de respeito'

Sem qualquer pretensão nesta reta final de Campeonato Brasileiro e em meio a um momento político conturbado, o Flamengo voltou a decepcionar no fim de semana. Em Curitiba, foi facilmente batido pelo Atlético-PR, que venceu por 3 a 0 no domingo. A péssima atuação deixou o técnico-interino Jayme de Almeida bastante incomodado.

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2015 | 11h06

"Como profissional e ex-atleta do clube, estou envergonhado pelo que aconteceu hoje. Perder ou ganhar faz parte do esporte, mas a forma como perdeu não foi digna. Foi muito triste, uma coisa que não esperava, porque esse time vem jogando o campeonato inteiro. A forma como o time entrou e jogou foi decepcionante. Não é jogar bem ou mal, foi a falta de interesse, a falta de respeito com a camisa de um clube que é fantástico e tem que ser respeitada. Não é vergonha nenhuma perder do Atlético-PR aqui, mas não dessa maneira. É um dia duro para mim e para a torcida do Flamengo ter visto isso", declarou após a partida.

Jayme já foi treinador do Flamengo, mas agora dirigiu a equipe apenas para tapar o buraco deixado com a saída de Oswaldo de Oliveira no sábado. "Comecei a jogar no Flamengo com 13 anos e nunca tinha visto isso. O que posso fazer é pedir desculpa. Sou o comandante e a responsabilidade cabe a mim, mas estou envergonhado", comentou.

O desempenho foi tão decepcionante, que o interino já admitiu a possibilidade de colocar jogadores da base para enfrentar o Palmeiras, domingo, pela última rodada. "Depois de hoje, de repente podemos pensar nisso, a ideia é interessante. Aproveitar esse último jogo para ver os juniores, algumas coisas para 2016. Acredito que seja interessante fazer modificações para ter uma noção boa para o ano que vem. Fazer uma avaliação com jogadores que não estão sendo utilizados e que estão subindo."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoJayme de Almeida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.