Alexandre Vidal/Divulgação
Alexandre Vidal/Divulgação

Jayme de Almeida elogia reservas e abre disputa por vagas no Flamengo

Treinador aproveita para alertar os titulares: 'ninguém tem cadeira cativa'

Agência Estado

20 de fevereiro de 2014 | 11h12

RIO - O técnico Jayme de Almeida aproveitou a vitória por 2 a 0 sobre o Madureira, conquistada com um time reserva na noite desta quarta-feira, no Maracanã, para promover a disputa por lugares na equipe titular do Flamengo. Após o triunfo, o treinador enfatizou que "ninguém tem cadeira cativa" ao elogiar a atuação rubro-negra no triunfo que deixou os flamenguistas na vice-liderança do Campeonato Carioca, com os mesmos 22 pontos do líder Fluminense.

"O Flamengo não tem time A, não tem time B, o Flamengo jogou. Fez um bom primeiro tempo, gostei muito do time no primeiro tempo, da forma como se apresentou, das triangulações, fizemos boas jogadas. Com os 2 a 0 no primeiro tempo o time foi bem, depois caiu no segundo, mas isso é normal", afirmou o treinador, para depois lembrar que tem sido importante dar ritmo aos reservas, que têm sido utilizado em outras partidas e assim estão sempre aptos para entrar no time considerado titular.

"É um grupo de jogadores do Clube de Regatas do Flamengo que a gente bota em campo para representar o clube e tem correspondido principalmente no empenho, na procura de fazer o melhor, e isso nos dá um ritmo bom para todo o elenco. Não fica muito jogador defasado, sem jogar, e quando precisa colocar estes atletas eles já estão em ritmo bom", completou Jayme, que também rasgou elogios ao volante Muralha, cuja versatilidade foi enaltecida pelo comandante.

"Sabemos do potencial dele e estamos utilizando em várias funções. Ele foi bem hoje (quarta-feira), já tinha ido contra o Vasco (no último domingo). É um grande jogador e ajuda demais esse time, tanto mais à frente quanto como primeiro volante", analisou, para em seguida avisar: "O Muralha já esteve lá (no time titular) e pode voltar, assim como outros jogadores que atuaram contra o Madureira. Não tem essa de time A ou B... Não tem vaga cativa para ninguém, todos disputam um lugar".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.