Alexandre Vidal/Divulgação
Alexandre Vidal/Divulgação

Jayme de Almeida exalta reação do Flamengo na tabela

Técnico exalta a postura da equipe, com 'alma rubro-negra'

AE, Agência Estado

11 de outubro de 2013 | 08h44

RIO - Jayme de Almeida não comemorou apenas a vitória do Flamengo sobre o Internacional, na noite de quinta-feira. O técnico exaltou a postura da equipe, com "alma rubro-negra", e festejou a reação do time na tabela do Brasileirão. A equipe já figura em 7º lugar, após sofrer com a proximidade da zona de rebaixamento. "O grupo acreditou em mim e está fazendo o que peço com alma rubro-negra. Isso ajuda muito. Achei legal, contra o Inter, a determinação dos jogadores. Não vamos mais tomar empates e deixar escapar vitórias que podem ser conquistadas de forma tranquila", disse o treinador.

A nova postura do time mantém uma invencibilidade de cinco jogos, que traz alento aos torcedores. "Agradeço aos jogadores pela forma que fui recebido como treinador. Com muita dedicação e empenho, o elenco está melhorando a situação que ainda está delicada na tabela do Brasileirão", afirmou Jayme. "O Flamengo fica grande quando se junta à torcida no Maracanã. Espero que continuem nos apoiando, pois a resposta dos jogadores no campo tem sido positiva".

Um dos destaques do Flamengo, Hernane destacou a inteligência do time nas últimas rodadas. "Tem que ser inteligente para ganhar as partidas no Brasileirão, que é muito difícil. Temos que ganhar de 1 a 0 ou 2 a 1, isso já é o suficiente. Nós nos concentramos bem para hoje e tínhamos total noção da importância de ganhar esses três pontos. Demos uma subida boa na tabela e agora devemos ter tranquilidade para o jogo de domingo", disse, referindo-se ao clássico com o Botafogo, no Maracanã.

"No domingo, enfrentaremos um adversário difícil, mas vamos mexer com esse estádio. É para a nação fazer uma festa bonita. Assim, nos ajudará a conseguir o resultado positivo para que continuemos na nossa caminhada", reforçou Jayme de Almeida.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoJayme de Almeida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.