Divulgação
Divulgação

Jayme de Almeida exalta reservas do Flamengo e vê 'partida razoável'

Apesar do placar magro, o treinador exaltou que o resultado precisa ser comemorado

Agência Estado

20 de janeiro de 2014 | 10h17

RIO - O técnico Jayme de Almeida ficou satisfeito com o desempenho do Flamengo na estreia do Campeonato Carioca, neste domingo, no Maracanã, onde um time formado somente por reservas venceu o Audax por 1 a 0. Apesar do placar magro, o treinador exaltou que o resultado precisa ser comemorado, já que a equipe atuou sob forte calor no Rio, após um curto período de preparação em sua pré-temporada.

"Botar os meninos sem o preparo ideal foi um risco que nós corremos. Comentamos com eles que iria ser complicado, pois jogar com uma semana só (de treinos), no calor do Rio, é difícil, mas a experiência foi válida, com esse pouco tempo de trabalho", disse o comandante, para depois comentar a atuação flamenguista.

"Foi um resultado muito bom, começando o campeonato vencendo. O Flamengo fez uma partida bem razoável por tudo que nós temos passado, pois é um início de trabalho, e tivemos de dividir o grupo para dar a melhor forma física para os jogadores que vão começar disputando a Libertadores. Mas isso não quer dizer que esses meninos não tenham chance, o grupo está aberto", completou Jayme, promovendo a disputa por vagas na equipe que jogará a competição continental.

O técnico também lembrou que, independentemente de o time ter atuado com reservas, uma derrota na estreia poderia ter efeito negativo para o Flamengo. "Precisávamos muito de um bom resultado aqui neste primeiro jogo. Se não ganhássemos, falariam que o planejamento estava errado, que tudo estava horroroso. Por isso foi tão importante esta vitória. Ficamos mais tranquilos para seguir o trabalho", enfatizou o treinador, que agora irá preparar a sua equipe para encarar o Volta Redonda, nesta quarta-feira, às 22 horas, fora de casa, pela segunda rodada do Carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.