Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Jayme de Almeida lamenta 'bobeadas' e 'infantilidade' do Flamengo

Técnico não poupa críticas à equipe após derrota por 2 a 0 no clássico com o Fluminense

AE, Agência Estado

12 de maio de 2014 | 09h48

RIO - Jayme de Almeida atribuiu a derrota do Flamengo para o Fluminense, neste domingo, às "bobeadas" e "infantilidade" da equipe no Maracanã. Apesar das críticas, o treinador evitou apontar culpados pelo revés, pelo placar de 2 a 0, e assumiu a responsabilidade pelo resultado junto dos jogadores.

"Eu acho que o jogo começou a se definir em uma bola parada, onde infelizmente nós bobeamos de novo. Fred fez o gol dentro do gol. Isso facilita para o adversário. Jogo amarrado nas intermediárias, com marcação forte dos dois times. Trocamos no segundo tempo, time foi para cima. Tivemos nossas oportunidades, deixamos de fazer", comentou o técnico.

"No segundo gol, novamente bobeamos. Foi de uma infantilidade grande. A culpa é toda nossa. Não tem bode expiatório, tenho respeito pelos atletas. Aquele gol foi determinante, mas no segundo tempo poderíamos ter empatado, com um pouquinho mais de calma", lamentou Jayme.

O atacante Paulinho concordou com o treinador e admitiu a desatenção em campo. "Acho que a gente ficou um pouco desatento no jogo. Nossa equipe foi bem, mas em duas bobeiras eles fizeram os gols. Tivemos chances nos contra-ataques, não conseguimos, mas ainda temos muitos jogos pela frente no campeonato", ponderou o jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.