Bruno Haddad/Divulgação
Bruno Haddad/Divulgação

Jean credita seu bom momento no Fluminense a Renato Gaúcho

Time tricolor tem jogado bem e é o líder do Campeonato Carioca

Agência Estado

13 de fevereiro de 2014 | 12h33

RIO - O volante Jean, do Fluminense, teve um bom início de ano em 2013. O jogador, por sua versatilidade em campo, agradou ao treinador da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, e compôs o time campeão da Copa das Confederações. Mas, no decorrer do ano, ele, assim como o time tricolor, caiu de produção, perdeu a vaga na seleção e só não foi rebaixado junto com a equipe no Campeonato Brasileiro por causa da punição aplicada à Portuguesa no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Mas, neste ano, o atleta que também está acostumado a atuar como lateral pretende deixar a fase ruim para trás e dar a volta por cima atuando pelo Fluminense. O time tricolor tem jogado bem e é o líder do Campeonato Carioca, com boas atuações de Jean, que credita o bom momento ao apoio do treinador Renato Gaúcho.

"O Renato me deu confiança para jogar na posição que gosto, de segundo volante. Posso chegar ao ataque, mas com responsabilidade de marcar e acompanhar o lateral adversário", disse Jean, que espera uma partida complicada na próxima rodada do torneio estadual, neste sábado, contra o Boavista, às 19h30, no Maracanã.

"O Boavista gosta de jogar e temos de esperar tudo para não sermos surpreendidos. É um adversário perigoso e temos de entrar com atenção redobrada. O futebol está muito igual e será um jogo difícil. Vencemos o clássico, mas não podemos relaxar. Temos de continuar ganhando para manter a confiança", alertou, se referindo ao jogo no qual o Fluminense bateu o Flamengo por 3 a 0, no último sábado, no Maracanã.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseJean

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.