Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Jean diz que Palmeiras já faz as contas para se classificar na Libertadores

Time pode se garantir nas oitavas de acordo com a combinação de resultados desta rodada

Estadao Conteudo

24 de abril de 2017 | 16h38

Após a eliminação no Campeonato Paulista, o Palmeiras já faz as contas do que precisa fazer para não passar sufoco e garantir classificação o quanto antes para as oitavas de final da Copa Libertadores. O lateral-direito Jean disse nesta segunda-feira que o elenco está atento à possibilidade de confirmar a passagem de fase nesta quarta-feira, com uma vitória sobre o Peñarol, no Uruguai.

O resultado positivo em Montevidéu só garante a classificação caso nesta terça-feira, na Argentina, o Tucumán não vença o Jorge Wilstermann, da Bolívia. "Estamos pensando jogo a jogo. Mas ao mesmo tempo tem de pensar em um todo. Com certeza estamos fazendo as contas. O quanto antes puder garantir a vaga é muito bom. A cada jogo vamos buscar os três pontos. Sabemos que fora na Libertadores é não perder", disse o lateral.

O Palmeiras lidera o Grupo 5 com sete pontos, um a mais do que a equipe boliviana. Restam três jogos para o fim desta etapa, com dois compromissos do time alviverde fora de casa, contra Peñarol, nesta quarta, e Jorge Wilstermann, na semana seguinte. A participação neste estágio termina no fim do mês, no jogo contra o Tucumán, no Allianz Parque.

O elenco treinou na Academia de Futebol nesta segunda sem a presença da imprensa. Na terça, véspera do jogo em Montevidéu, o time vai treinar no local da partida, o estádio Campeón del Siglo. Jean alertou que após o Palmeiras ter vencido no Allianz Parque por 3 a 2 com um gol no fim, o encontro no Uruguai deve novamente ser muito disputado.

"Precisaremos de uma mentalidade forte para não cair nas provocações. Não podemos perder jogadores. A provocação é deles. É o modo de competir. Temos de jogar futebol e igualar na vontade. Até se possível ter mais vontade, garra e determinação", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.