Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Jean Mota projeta jogo difícil contra o Vasco e alerta: 'Não tem nada ganho'

Equipe da Vila Belmiro venceu o primeiro duelo por 2 a 0 com um dos gols marcados pelo meia

Redação, Estadão Conteúdo

19 de abril de 2019 | 08h38

Com nove gols e seis assistências na temporada com a camisa do Santos, Jean Mota vem se destacando pelo time, mas tem consciência de que o mais importante é a equipe coletivamente conseguir conquistar objetivos expressivos nesta temporada, como o almejado título da Copa do Brasil.

Autor do segundo gol do time santista na vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, na noite da última quarta-feira, na Vila Belmiro, no confronto de ida da quarta fase da competição nacional, o meia alerta que a sua equipe ainda precisa confirmar a sua classificação na partida de volta, na próxima quarta, em São Januário.

"A gente sabia que teria de fazer um grande resultado (na Vila) porque lá em São Januário é difícil", ressaltou o jogador em entrevista ao canal SporTV, na quinta-feira, quando também enfatizou: "Foi de suma importância fazer estes dois gols, não tomar gols em casa e a gente leva a vantagem para lá (ao Rio). Mas claro que não tem nada ganho ainda".

Já ao falar sobre o seu bom momento com a camisa santista, Jean Mota exaltou o papel importante que o técnico Jorge Sampaoli vem tendo nesta sua evolução, que está atrelada ao fato de que vem conseguindo atuar de forma contínua em sua posição.

"Acho que a confiança é tudo, uma sequência, né? Antigamente eu não tinha essa sequência. Estava sempre improvisado. Eu jogava um jogo na lateral e outro de volante, e dificilmente jogava na minha posição. Quando jogava, era aquele jogo que você teria de entrar e resolver, ou você voltaria para o banco. Eu acho que, com a chegada do Sampaoli, foi algo que eu pude ter essa confiança e as coisas foram acontecendo jogo a jogo", explicou o atleta, para em seguida admitir também que os gols que marcou foram fundamentais para se manter como uma peça importante na equipe titular.

"Isso me trouxe uma confiança maior para que eu pudesse, ao decorrer, mostrar minha qualidade, mostrar que eu poderia ajudar o Santos", destacou.

Após pegar o Vasco na próxima quarta-feira na luta para confirmar a sua vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, o time santista fará a sua estreia no Campeonato Brasileiro no dia 28, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.