Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Jean Mota vê duelo com o Ceará com jogo 'mais importante do ano' para o Santos

Equipes se enfrentam nesta quarta-feira por vaga nas quartas de final da Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

03 de novembro de 2020 | 22h38

O duelo com o Ceará será a partida mais importante até agora da temporada para o Santos. A afirmação é do meia Jean Mota e dá o tom do peso com o que o time vai encarar o confronto de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 19 horas, no Castelão. No confronto de ida, os times empataram por 0 a 0, na Vila Belmiro.

"Vai ser um jogo extremamente difícil, como já foi na Vila Belmiro. Estamos encarando todos os jogos como uma final, porém, sabemos que esse é o mais importante do ano e vamos deixar tudo em campo para conseguir essa classificação", afirmou o camisa 41.

O Santos precisa vencer para avançar de fase e assegurar uma premiação de R$ 3,3 milhões, valor que chegaria em ótimo momento ao clube, que encara grave crise financeira. Até por isso, o time treinou pênaltis nesta terça, no CT do Fortaleza, na véspera do confronto.

O técnico Cuca não indicou a escalação do time para o duelo. A principal dúvida está na lateral direita, pois Pará está recuperado de lesão, mas Madson vem se destacando nos jogos em que o substituiu.

Já Jean Mora, titular em sete dos últimos oito compromissos, deve ser mantido. E agradeceu a confiança do treinador. "Desde que chegou o professor Cuca ele já conversou bastante comigo. Nunca deixei de trabalhar firme e agora não é diferente. Estou feliz demais pelas oportunidades que o professor tem me dado e quero seguir ajudando. E agora é mata-mata, né!?", acrescentou, ao site oficial do clube.

O Santos deve entrar em campo nesta quarta-feira com: João Paulo; Madson (Pará), Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Jobson e Jean Mota; Marinho, Kaio Jorge e Soteldo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.