Grêmio/Divulgação
Grêmio/Divulgação

Jean Pyerre faz treino físico e aumenta chance de voltar ao Grêmio na quarta

Equipe gaúcha está com o foco dividido entre o Campeonato Brasileiro e a decisão contra o Flamengo pelas semifinais da Copa Libertadores

Redação, Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2019 | 22h45

Com o foco dividido entre o seu próximo compromisso no Campeonato Brasileiro e o decisivo confronto com o Flamengo pelas semifinais da Copa Libertadores, o Grêmio já está em Fortaleza, onde atuará no sábado, no Castelão, contra o Fortaleza. O time, inclusive, treinou nesta quinta-feira na capital cearense, com uma novidade: o meio-campista Jean Pyerre fez um leve trabalho físico.

Sem atuar desde 15 de setembro, quando o Grêmio superou o Goiás por 3 a 0, Jean Pyerre está recuperado de lesão muscular. Ele não vai enfrentar o Fortaleza, mas a sua presença na atividade desta quinta-feira, quando fez leves corridas, indica que ele pode ser aproveitado no duelo com o Flamengo, na próxima quarta-feira, no Maracanã.

O treino desta quinta-feira do Grêmio só contou no campo com os jogadores que não começaram atuando no duelo diante do Bahia, na última quarta-feira. Foram eles: Júlio César, Phelipe Megiolaro, Galhardo, Juninho Capixaba, Rodrigues, Paulo Miranda, David Braz, Thaciano, Michel, Darlan, Rômulo, Patrick, Pepê, Luciano e André. E esses atletas tiveram a companhia de Maicon, substituído no intervalo da derrota por 1 a 0 para o Bahia.

Os demais titulares fizeram um treino regenerativo e uma corrida leve em volta do gramado. Já o atacante Luan, que deixou mancando o jogo contra o Bahia, não participou do treino.

O elenco gremista voltará a treinar nesta sexta-feira na sede do Ceará, quando Renato Gaúcho deve definir a escalação de um time reserva para encarar o Fortaleza. A tendência é que o Grêmio entre em campo com a seguinte formação: Júlio César; Galhardo, David Braz, Paulo Miranda e Juninho Capixaba; Rômulo (Darlan), Michel, Thaciano, Pepê e Patrick (Luciano); André.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.