Jean vive dia de herói no Flamengo

Herói do Flamengo na conquista do Campeonato Carioca, o atacante Jean era um dos mais felizes nesta segunda-feira na reapresentação dos jogadores na sede do clube, na Gávea. O atleta, que nunca havia marcado um gol contra o Vasco, fez três na decisão de domingo, no Maracanã, e foi ovacionado pelos torcedores. Logo ele que quase deixou o Rubro-Negro no ano passado."Meu nome estava numa lista de dispensa no início de 2003. Pedi uma chance ao Evaristo (de Macedo, então técnico do Flamengo) e agora pude mostrar meu valor", afirmou Jean, ao lado da esposa Thaís, a quem o jogador havia prometido um gol. O goleiro Júlio César também ouviu o mesmo do companheiro. "Ele disse que faria um e acabou marcando três.Melhor para nós", disse o goleiro.Visivelmente emocionado por ter deixado seu nome marcado na história do clássico com o maior rival, Jean revelou que vai fazer um quadro com o uniforme que vestiu na decisão. O jogador também estava contente com os elogios do diretor-técnico Júnior e do técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira. "Ser convocado para a seleção é um sonho que eu almejo." Mas o Flamengo já procura esquecer a recente conquista e volta suas atenções para o início do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o Rubro-Negro estréia enfrentando o Grêmio, no Estádio Olímpico. "É a competição mais importante do Brasil. E vamos lutar até o fim para conquistá-la", prometeu o experiente meia Zinho que, mais uma vez, mostrou ser um vencedor.Para a disputa do Brasileiro, o técnico Abel Braga disse que o Flamengo contará com um grande atacante no torneio. Ele não revelou o nome, mas os dirigentes ainda não desistiram de contar com França. O jogador, que está no Bayer Leverkusen, tem contrato até maio e já recebeu a proposta do clube carioca. Porém, ainda não respondeu.Abel fez questão de ressaltar que o Flamengo está entre as melhores equipes do País e que tem boas chances de ser campeão brasileiro."Temos um goleiro de seleção, uma zaga jovem, mas que sabe sair jogando, um meio-de-campo experiente e um ataque promissor", analisou o treinador. "No papel, só existem três ou quatro times melhores que o nosso." O diretor-técnico Júnior, porém, disse que o Flamengo precisa de mais dois ou três jogadores para reforçar o elenco. Até o momento, apenas o lateral-esquerdo Athirson foi contratado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.