Jefferson admite incômodo com empates do Botafogo

O goleiro Jefferson apontou a sequência de seis partidas sem derrotas como uma prova da consistência do Botafogo no Campeonato Brasileiro, mas reconheceu que o excesso de empates pode prejudicar o time na luta por uma vaga na próxima edição da Libertadores. O time empatou carioca as últimas três partidas que disputou no torneio nacional.

AE, Agência Estado

28 de setembro de 2012 | 15h21

"Estamos fazendo jogos convincentes contra adversários difíceis, mas chegou a hora de voltarmos a vencer para não deixar os outros se distanciarem. O Botafogo está consistente e vamos atrás dos três pontos no domingo", disse Jefferson, reconhecendo a necessidade do Botafogo vencer o Bahia neste domingo, no Estádio de Pituaçu.

Por isso, Jefferson prometeu que o time será ofensivo, mesmo atuando como visitante. "O torcedor é importante, mas não entra em campo. Não mexe a perna dos jogadores. Temos jogadores maduros e acostumados com isso. Jogamos na Vila Belmiro, no Beira-Rio, de igual para igual. Vamos pensando na vitória", comentou.

Em boa fase, Jefferson comemorou o a convocação para os amistosos da seleção brasileira contra Iraque e Japão. "Não escondo minha felicidade a cada convocação para a Seleção. Sabemos da caminhada de todos que estão atrás da Copa de 2014. Respeito os goleiros convocados, mas o meu objetivo é jogar. É estar no bolo porque a qualquer momento podemos assumir a titularidade", disse.

O goleiro botafoguense apostou que será bem substituído pelo reserva Renan no Botafogo quando estiver defendendo a seleção brasileira. "O Renan já mostrou seu potencial e qualidade aqui no Botafogo. Aqui o ambiente é muito bom, todos se respeitam. O Botafogo estará bem servido", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBotafogoJefferson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.