Jéfferson desfalca Bota contra Cabofriense

O técnico do Botafogo, Levir Culpi, espera que a equipe repita a atuação contra o América na partida desta quinta-feira contra a Cabofriense, às 16 horas, no Estádio Correão, pelo segundo turno do Campeonato Carioca. A bronca do presidente Bebeto de Freitas, na véspera do jogo com o América, surtiu o efeito desejado e o Alvinegro venceu por 3 a 1. Agora, o treinador espera que os jogadores mantenham a seriedade e o time fique bem próximo da classificação às semifinais da Taça Rio. O time que enfrenta a Cabofriense terá apenas uma alteração. E, mesmo assim, porque Levir Culpi foi obrigado. O goleiro Jéfferson cumpre suspensão e será substituído por Max. Apesar dos dois laterais da equipe, Ruy e Jorginho Paulista, estarem sendo constantemente vaiados pela torcida, o treinador vai mantê-los entre os titulares. "Confio no futebol de ambos e sei que eles podem render bem mais. E os torcedores precisam entender que os dois estão trabalhando para melhorar", afirmou Levir Culpi. Mas Márcio Gomes e Daniel, cujos nomes têm sido gritados pela torcida nos jogos, estão de sobreaviso e podem entrar a qualquer momento. Daniel, inclusive, entrou contra o América e marcou um belo gol de voleio. Para o zagueiro João Carlos, o Botafogo tem de encarar a partida como uma decisão. "A partir de agora, cada jogo será como uma final. Sabemos que a Cabofriense é um adversário complicado, mas vamos com tudo", disse. Já os atacantes esperam aprimorar a pontaria e, assim, ajudar o Alvinegro a conquistar as vitórias que necessita."Temos que fazer o suficiente para vencer", declarou Alex Alves.

Agencia Estado,

10 de março de 2004 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.