Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Jefferson exalta Oswaldo e treina pênaltis no Botafogo

O goleiro Jefferson exaltou, nesta quarta-feira, a preparação do Botafogo para o clássico desta quinta, contra o Fluminense, às 21 horas, no Engenhão, pela semifinal da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. O jogador destacou o trabalho que vem sendo realizado pelo técnico Oswaldo de Oliveira e disse que poderá fazer diferença para a equipe o fato de ter passado o carnaval inteiro concentrada e treinando durante todos os dias, inclusive pela manhã.

AE, Agência Estado

22 de fevereiro de 2012 | 16h31

"Tudo é valido. Se a gente for ver, o que o Oswaldo vem fazendo aqui é impressionante. É um treinador que sabe cativar o grupo. Em 2010, fomos os únicos a concentrar no carnaval e conquistamos o título. Não estou dizendo que vai ser igual esse ano, mas estamos fazendo nossa parte", ressaltou o jogador, lembrando da estratégia adotada na campanha da conquista estadual de dois anos atrás.

Para triunfar diante do Fluminense, Jefferson treinou pênaltis nesta quarta pela manhã, pois a vaga na final poderá ser definida nos tiros livres se o jogo terminar empatado no tempo normal. E o goleiro admite que já está analisando os rivais para o caso deste tipo de disputa. "Procuro estudar bem os adversários, mas não fico muito bitolado", disse o atleta, para depois acrescentar: "Não adianta querer acertar o canto antes. Até porque o jogador de qualidade vai trocar o lado se perceber algum movimento do goleiro".

Nem o fato de o Botafogo amargar o desfalque do meia Maicosuel, suspenso, e correr o risco de não contar com o meio-campista Andrezinho e o atacante Loco Abreu, que se recuperam de lesões, tira a confiança de Jefferson antes da semifinal. "Para nós é tranquilo, até porque quem vem entrando vem dando conta do recado. A gente sabe que hoje temos um elenco muito forte. Quem jogar vai entrar para vencer. É um grupo fechado, unido e sem vaidade, o que é fundamental", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.