Vitor Silva/SSPress
Vitor Silva/SSPress

Jefferson festeja goleada e volta do Botafogo ao Engenhão

'Isso é apenas o começo e no nosso dia a dia vemos que tudo vai dar certo', ressaltou o goleiro do time alvinegro

Estadão Conteúdo

08 de fevereiro de 2015 | 11h29

Principal nome do atual elenco do Botafogo, que tenta se reconstruir em 2015 após ser rebaixado para Série B em 2014 em meio a sérios problemas financeiros, o goleiro Jefferson festejou no último sábado, 7, o fato de o time ter retornado em grande estilo ao Engenhão, estádio que foi reaberto oficialmente após ficar 19 meses fechado por causa de problemas na sua cobertura. O time alvinegro goleou o Bonsucesso por 4 a 0 e assumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Carioca, no qual está rigorosamente empatado com o Flamengo.

"Conversamos antes do jogo que precisávamos fazer um grande jogo e que todos precisam saber que aqui é a nossa casa. Sabemos que aos poucos a torcida do Botafogo vai se readaptar ao estádio e os que estiveram aqui incentivaram o tempo todo. Durante o ano será o nosso caldeirão", ressaltou o jogador, em entrevista coletiva na qual vestiu ama camisa produzida especialmente para a reabertura do estádio.

O fato de o Botafogo ter rebatizado o estádio com o nome de Nilton Santos, ídolo histórico do clube e da seleção brasileira, também foi lembrado pelo goleiro. "A gente falou no começo do jogo que esse nome vai nos trazer muita sorte. É uma responsabilidade muito grande. Antes era Engenhão, mas a grandeza do Nilton Santos nos dá uma motivação muito grande. A emoção é enorme e agora é trabalhar para conquistarmos os nossos objetivos aqui", completou.

Jefferson ainda enfatizou que o time está feliz com "a nova diretoria, que está aos poucos conquistando as coisas que estavam perdidas no Botafogo". "Isso é apenas o começo e no nosso dia a dia vemos que tudo vai dar certo", ressaltou.

O goleiro, entretanto, resolveu conter a euforia ao lembrar que a goleada deste sábado fica para trás a partir desta segunda-feira, quando o time começa a se preparar para o jogo de quarta-feira, contra o Bangu, em Moça Bonita.

"Estamos numa crescente boa e claro que ainda estamos abaixo daquilo que o René (Simões) quer. O Carioca é um campeonato difícil, mas vai ficar ainda mais durante o ano. Não podemos achar que está tudo certo porque ganhamos um jogo de 4 a 0, a euforia fica com os torcedores. Estamos no caminho certo e pode ter certeza que vamos crescer muito ainda para chegar forte nas finais", projetou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoJefferson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.