Jefferson festeja 'jogo da vida' em empate do Brasil

Se para a maioria dos jogadores da seleção brasileira o amistoso contra a Argentina não foi proveitoso, já que o time de Mano Menezes teve uma atuação sofrível na última quarta-feira à noite, em Córdoba, para o goleiro Jefferson foi motivo de comemoração. Em sua estreia com a camisa amarela no time principal do Brasil, o jogador do Botafogo ao menos ajudou a garantir o empate por 0 a 0, em solo argentino, e ressaltou que o duelo foi o mais importante de sua carreira até agora.

AE, Agência Estado

15 de setembro de 2011 | 08h54

"Foi o jogo mais especial da minha vida", ressaltou Jefferson, que teve uma atuação segura, embora tenha sido pouco exigido pela seleção adversária, formada desta vez apenas por jogadores que atuam na Argentina. Ao final do confronto, ele festejou o fato de ter conseguido superar, em campo, a tensão natural que antecedeu o amistoso.

"Foi um momento que eu sempre esperei, mas depois que a bola rolou a ansiedade passou", reforçou o botafoguense, que logo após o amistoso fez questão de ligar para a sua família para festejar o fato de ter correspondido positivamente em seu primeiro teste como titular da seleção. "Estou feliz, muito feliz, e tenho de dividir isso com a minha esposa", disse.

Antes de estrear na seleção principal, Jefferson, de 28 anos, teve passagens por equipes de base do Brasil, pelo qual já foi campeão de um Mundial Sub-20, em 2003, nos Emirados Árabes Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolamistosoBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.