Rafael Fernandes/Mowa Press
Rafael Fernandes/Mowa Press

Jefferson vê atitude 'covarde' do diretor Gottardo, do Botafogo

Goleiro expõe polêmica com dirigente, ao afirmar que não jogou contra o Santos por estar cansado depois de defender a seleção

Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2014 | 17h21

A ausência de Jefferson no time do Botafogo na derrota por 5 a 0 para o Santos, que culminou na desclassificação do time da Copa do Brasil, nesta quinta-feira, segue gerando polêmica no clube. O gerente de futebol do Botafogo, Wilson Gottardo, criticou o goleiro que, segundo ele, estava relacionado e deveria se apresentar para o jogo. Jefferson, que estava com a seleção brasileira até o dia anterior, alegou cansaço para não participar da partida.

O goleiro deu entrevista na tarde desta sexta-feira para explicar o ocorrido. Ele afirmou que antes do jogo havia conversado com Gottardo e ambos combinaram que sua participação não seria necessária no duelo. "Isso foi uma covardia! Tem alguma coisa de errado aí. Eu vim para o Rio de Janeiro, o Gottardo nem ligou para o meu celular, ligou para o de um funcionário. Ele falou que estavam precisando de mim no jogo. Expliquei minha situação, e ele me liberou. Passaram-se quatro horas, e ele fala para a imprensa que não havia conversado comigo. Às vezes cobramos da diretoria, faz parte, mas isso foi desleal", considerou Jefferson.

Momentos antes do jogo, o técnico Vagner Mancini chegou a se dizer surpreso com a ausência de Jefferson. Contudo, o goleiro disse que conversou com o treinador, que o compreendeu. "Eu conversei com o Mancini, ele viu o outro lado da moeda e meu deu total razão", explicou.

Por causa da crise financeira, o posicionamento dentro da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e a recente eliminação da Copa do Brasil, o clima não é bom no Botafogo, e com mais esse episódio os ânimos ficaram ainda mais acirrados internamente. O time carioca volta a jogar neste domingo, em Volta Redonda, contra o Sport, pelo Brasileirão, e a presença de Jefferson é esperada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.