Jejum de gols incomoda Ricardo Oliveira

O atacante Ricardo Oliveira não vê a hora de pôr fim ao jejum de gols que o incomoda bastante e acabar com o que classifica como ?a pior fase" que atravessa na vida profissional. O jogador não marca um gol desde 7 de maio, no empate por 2 a 2 com o Nacional do Uruguai, ainda pela Libertadores de América. Para quem vive de gols, um problema e tanto. ?Não, não me sinto ansioso", disse o jogador. ?Venho trabalhando e uma hora o gol vai sair." Vale destacar que Ricardo Oliveira teve uma contusão e permaneceu afastado dos campos entre 10 de maio e 18 de junho. Contra o Vitória, Ricardo Oliveira teve a chance ao cobrar um pênalti. Não conseguiu, chutou mal, nas mãos do goleiro. ?Espero que o gol venha agora", acredita. ?Caso contrário, me desgasto mais um pouco", lamenta. Ficar sem marcar incomoda o jogador e o deixa triste. ?Sei da minha responsabilidade, me cobro todos os dias." O atacante espera encerrar o jejum nesta quarta-feira, em Campinas, contra a Ponte Preta e retribuir a confiança que o técnico Emerson Leão. ?Ele fala muito comigo, fala coisas bem legais para mim."

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 09h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.