Jejum de gols já incomoda Robson

O jejum de gols já está incomodando Robson, que ainda não marcou com a camisa do Santos. "Só havia acontecido uma vez na minha vida ficar três jogos sem marcar. Foi no Bahia e, na quarta partida, comecei a marcar e não parei mais", lembrou o atacante, que espera resolver esse problema no clássico de domingo, contra o Palmeiras. "É uma questão de hora, as oportunidades estão surgindo e logo estarei fazendo o que sempre fiz: os gols."Apesar de não estar marcando seus gols, Robson tem ajudado os companheiros a fazer. Foi assim na partida de quarta-feira, contra o Mogi Mirim, quando ele teve participação em dois dos quatros gols do time. "A bola não quis entrar, mas estou satisfeito em ter ajudado o time na vitória e com esse apoio do torcedor".O trabalho já rendeu elogios do técnico Emerson Leão. "Robson teve boa movimentação, cansou menos do que nos outros jogos e está subindo de produção", afirmou o treinador do Santos.Mas o que Robson quer mesmo é fazer os gols. E admite estar cada vez mais ansioso. "Já na estréia havia um pouco de ansiedade, muita vontade de fazer o gol, mas sei que é preciso ter paciência e tranqüilidade que ele acaba saindo", disse o atacante.

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2004 | 20h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.