Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Jesualdo critica postura de Peres em demissão no Santos: 'Não tenho respeito'

Técnico português alega que presidente foi 'desleal'; Peres rebate e diz que tentou falar com Jesualdo, mas não conseguiu

Redação, Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2020 | 17h20

O técnico Jesualdo Ferreira criticou a postura de José Carlos Peres, presidente do Santos, quando foi demitido em agosto, após a eliminação do time no Campeonato Paulista.

"O presidente não esteve nem presente, nem ninguém da diretoria, uma tremenda falta de respeito. No mínimo, ele teria que ter coragem de estar presente, mas essa não é uma característica que parece ser muito dele", afirmou o português, em entrevista à ESPN. "Ele não foi capaz de perceber que foi desleal, pela forma que tratou o assunto, porque a situação que se passava não era nem dos treinadores, nem dos jogadores. Não se pode fazer o que fez aquele tempo todo e esperar que depois as coisas ficassem bem. Todos nós sabemos o que se passou."

O mau relacionamento com o presidente não abalou o respeito que o treinador tem pelo clube de Vila Belmiro. "O Santos Futebol Clube tem jogadores, dirigentes e torcedores incríveis que eu saúdo com muito prazer, por todos esses órgãos e pessoas eu tenho muito respeito. O senhor José Carlos Peres? Eu não tenho, porque não teve comigo. São duas coisas muito diferentes."

Também em entrevista à ESPN, Peres contou sua versão. "Tentei falar com ele em seguida, mas não consegui. Tentei pelo celular. Queria ter essa conversa para não ficar nada no ar, mas ele foi embora. A culpa é sempre do presidente. Ele achou que eu tinha que estar lá. Tentei falar com ele, mas não consegui."

Jesualdo foi demitido com um aproveitamento de 49%. Em 15 partidas, o treinador conseguiu seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.