Ji-Paraná viu o mar; agora quer vaga

Muito antes de Juliano confirmar se a água do mar ?é mesmo salgada?, o experiente Chita, atacante maranhense de 33 anos e com passagens pelo futebol da Bélgica e da China, foi alvo das brincadeiras dos companheiros quando ficou apavorado com as ribanceiras da Serra do Mar."Meu Deus, vai cair, vai cair", começou a gritar. Depois, ele sentiu enjôos e não olhou mais para baixo. "Vai demorar para acabar a serra?", perguntava a todo momento. Depois, já no hotel, em Santos, demonstrava surpresa. "Engraçado, no avião, eu não senti nada."Para a maioria dos jogadores do Ji-Paraná, que enfrenta o Santos, nesta quarta, às 21h40, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil, tudo era novidade. Mas o que mais os impressionou foi a vista da Baixada do alto da serra.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.