Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Jô brinca: 'A torcida do Corinthians pediu para eu bater o pênalti'

Atacante manteria série de sete clássicos com gols, mas cobrança ficou para o meia Jadson converter

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de junho de 2017 | 11h00

O atacante Jô, do Corinthians, marcou gols nos seis primeiros clássicos do ano nesta temporada. A sétima partida da sequência por pouco não teve nova participação decisiva dele. Neste domingo, na vitória por 3 a 2 sobre o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, na arena, o jogador disse ter ouvido pedidos da torcida para que batesse o pênalti, mas que acabou cobrado e convertido pelo meia Jadson.

O jogador corintiano já marcou neste ano três gols sobre o São Paulo. "Eu escutei que muitos torcedores queriam que eu batesse o pênalti pela sina de fazer gol nos clássicos importantes. Mas o importante foi o grupo ganhar", afirmou Jô. O atacante participou do lance do segundo gol, ao finalizar e no rebote, a jogada ser concluída com o volante Gabriel, no fim do primeiro tempo.

"Só faltou o gol para mim. O Renan Ribeiro fez uma boa defesa. Mas ainda bem que saiu o gol do Gabriel. No que eu puder, vou ajudar a minha equipe. O mais importante é o grupo ganhar", disse o jogador. Jô tem quatro gols marcados no Brasileiro e apesar de agora ser titular absoluto do time, começou o ano disputando posição com outro reforço, o turco Kazim Richards.

O técnico Fábio Carille elogiou a temporada de Jô, ao esclarecer que mesmo sem marcar gols, o atacante tem sido muito útil para o time. "Ele tem jogado bem há várias partidas, desde as finais do Paulista. Ele passou seis meses sem jogar no ano passado e tem voltado muito bem. O Jô é importante e tem colaborado demais", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.