Carla Carniel / Corinthians
Carla Carniel / Corinthians

Jô culpa arbitragem por empate contra Internacional: 'O erro acaba atrapalhando'

Atacante cometeu o pênalti do gol colorado, mas depois empatou a partida para o Corinthians

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de julho de 2021 | 00h39

Destaque no empate do Corinthians contra o Internacional por 1 a 1, o atacante fez o gol que garantiu pelo menos um ponto ao clube paulista, mas também foi o autor da falta que acabou resultado na marcação do pênalti, convertido por Edenílson.

Para o veterano, a decisão do árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique, em conjunto com o VAR depois de quase cinco minutos de análise do lance, foi equivocada e atrapalhou o jogo do Corinthians, na Neo Química Arena, em São Paulo.

"Complicado, né? (O Victor Cuesta, do Internacional) Estava em posição irregular. A explicação é que ele não estava na jogada e eu estava na frente dele e derrubei. Não adianta reclamar agora. A gente fica triste porque fizemos uma boa partida, criamos bastante chance, conseguimos o empate. Mas o erro acaba atrapalhando", disse Jô, com claro desapontamento depois do desfecho da partida.

Os dois pontos perdidos em casa, depois de uma boa apresentação e com chances claras de gol, deram o gosto amargo para o empate, de acordo com a postura dos jogadores e do técnico Sylvinho após o apito final.

Sob o comando do novo técnico, são 11 jogos e apenas duas vitórias, mas o próprio Jô garante que o desempenho aquém da equipe não tem abalado os jogadores. "O bom trabalho exige resultado, mas todo mundo tem consciência tranquila que estamos trabalhando bem. A gente se alegra pela evolução que está tendo. Torcida cobra, normal, mas ficamos felizes que estão do nosso lado".

No próximo jogo do Brasileirão, o Corinthians enfrenta fora de casa a Chapecoense, na quinta-feira, às 21 horas, pela 10.ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.