Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Jô diz que não sabe se a bola bateu na sua mão: 'Se tivesse convicção, falaria'

Atacante afirma que não sentiu contato da bola no braço e que apenas se jogou na direção dela

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2017 | 18h15

O atacante Jô explicou que não sabe se a bola bateu em seu braço no único gol marcado na partida contra o Vasco, que deu a vitória para o Corinthians por 1 a 0. As imagens mostram claramente que a bola toca em seu braço e ela entra no gol depois disso. Nem o juiz Elmo Alves Resende Cunha, nem seus auxiliares, lateral e o que fica atrás do gol, marcaram irregularidade no lance.

"Não sei se foi com a mão ou não, o juiz interpretou que não foi", explicou Jô, que no início do ano se envolveu em grande polêmica em um clássico com o São Paulo, quando Rodrigo Caio teve uma atitude de fair play que fez com que, na ocasião, a arbitragem retirasse um cartão amarelo dado ao atacante do Corinthians. Se ele fosse punido, não disputa o segundo jogo pela semifinal do Paulistão.

Neste domingo, Jô evitou a polêmica e disse que não teria problema em ter um gesto de fair play, mas garantiu que não sabe se a bola bateu no seu braço. "Se eu tivesse convicção, iria falar. Eu me joguei na bola, nao tinha como ver isso. Eu me projeto em cima da bola e aí foi interpretação do árbitro. Na televisão dá para congelar a imagem, ver de novo, mas na hora do jogo é diferente. É a mesma coisa do meu impedimento contra o Flamengo, que não estava, mas só vimos isso depois pela televisão", afirmou.

O gol de Jô colocou o Corinthians com uma vantagem de dez pontos na liderança do Campeonato Brasileiro. O time voltou a vencer após três partidas de jejum e o polêmico gol em Itaquera já tomou as redes sociais com piadas e ironias. Do outro lado, os jogadores do Vasco reclamaram muito da marcação no momento, mas depois do jogo não falaram do lance na saída do campo.

Mais conteúdo sobre:
CorinthiansCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.