Reprodução
Reprodução

Jô é denunciado pelo STJD por soco em são-paulino e pode pegar 12 jogos de gancho

Atacante do Corinthians irá a julgamento depois de análise de imagens da partida revelar agressão contra Diego Costa

Raul Vitor, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

02 de setembro de 2020 | 11h35

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou o atacante Jô, do Corinthians, por supostamente ele ter desferido um soco nas costas do zagueiro Diego Costa, do São Paulo, no último domingo. O jogador responderá por agressão física fora da disputa de bola, previsto no artigo 254-A do Código Disciplinar, que prevê pena de quatro a 12 partidas de suspensão. Conforme apurou o Estadão, o julgamento não ocorrerá nesta semana.

"A Procuradoria da Justiça Desportiva liberou na manhã desta quarta, dia 2 de setembro, a denúncia contra o atacante Jô, do Corinthians, por socar as costas do adversário Diego Costa. O atleta será julgado por praticar agressão física, infração prevista no artigo 254-A do CBJD e que prevê suspensão mínima de quatro partidas. Ainda não há data para o julgamento", informou a Procuradoria em nota.

O momento da suposta agressão ocorreu aos 23 minutos do segundo tempo. Jô se desentendeu com Diego Costa dentro da pequena área e trocou ofensas com o defensor tricolor. O lance foi revisto pelo VAR, que, na ocasião, não encontrou irregularidades. Não está descartada uma 'punição' aos árbitros pela comissão de arbitragem.

Por isso, agora cabe à Procuradoria avaliar se houve ou não agressão. O órgão baseia sua denúncia no artigo 58-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê que "em caso de infrações graves que tenham escapado à atenção da equipe de arbitragem, ou em caso de notório equívoco na aplicação das decisões disciplinares, os órgãos judicantes poderão, excepcionalmente, apenar infrações ocorridas na disputa de partidas".  

Jô volta a entrar em campo nesta quarta-feira. O Corinthians enfrentará o Goiás, em Goiânia, em partida válida pela sétima rodada do Brasileirão. Como o julgamento não acontecerá nesta semana, o atacante vai atuar também contra o Botafogo, no sábado. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.